Estratégias avançadas de reabilitação baseadas em realidade virtual e dispositivos robóticos

Resumo: Espera-se um aumento significativo na população mundial de pessoas maiores de 65 anos, atingindo o patamar de 1,5 bilhão de pessoas em 2050. Isso aumenta a demanda de serviços de saúde e de atendimento a indivíduos com problemas de mobilidade causadas por deterioração neurológica, muscular e osteoarticular, principalmente considerando que tais problemas afetam diretamente na qualidade de vida e na autonomia das pessoas. Nesse contexto, os Smart Walkers (SW) podem ser usados para potencializar as capacidades residuais de mobilidade do usuário por meio de interfaces humano-máquina (IHM) e de estratégias de controle, podendo ser usados para a criação de cenários de reabilitação mais complexos, ajudando também na independência de pessoas com limitações severas de mobilidade. Tais dispositivos robóticos de reabilitação podem ser usados para superar limitações e complementar terapias convencionais, ao mesmo tempo que oferecem treinamento terapêutico alternativo de longo prazo e alta intensidade para pessoas com deficiências físicas e cognitivas. No entanto, mesmo utilizando essas ferramentas robóticas, o processo de reabilitação pode ser considerado repetitivo e tedioso, resultando, muitas vezes, no abandono do programa pelo paciente. Para superar essa limitação, propõe-se, neste Projeto de Pesquisa, a combinação de dispositivos robóticos e estratégias de engajamento baseadas em realidade virtual (RV) para promover a motivação, potencializando a neuroplasticidade e o aprendizado motor. Além de oferecer métodos inovadores para melhorar o atendimento clínico e otimizar as habilidades dos pacientes, a RV pode ser usada para a criação de um ambiente com menos riscos e de tarefas mais personalizadas e exercícios funcionais. Desse modo, serão criadas estratégias avançadas de reabilitação através da combinação de sistemas de realidade virtual e o andador robótico UFES CloudWalker, desenvolvido em Projeto anterior financiado pela FAPES. Propõe-se um sistema de realidade virtual que permita a realização de estratégias de reabilitação avançadas tanto em esteira como sobre o solo, utilizando um conjunto de sensores para a extração de informação biomecânica do usuário durante a marcha assistida. Estratégias de projeção 3D e óculos de realidade virtual serão utilizados em ambiente virtual para propor estratégias de treinamento de marcha de pessoas com problemas de mobilidade, preparando-as para a marcha funcional sobre o solo. Em todos os casos, serão também realizadas a coleta de dados referentes aos movimentos do paciente visando oferecer aos terapeutas informações quantitativas em relação ao avanço do processo de reabilitação.

Data de início: 2021-06-22
Prazo (meses): 48

Participantes:

Papelordem decrescente Nome
Aluno Doutorado Fabiana Santos Vieira Machado
Aluno Mestrado Heitor Delesporte Conceglieri
Aluno Mestrado Paula Alcantara Cardoso
Coordenador Anselmo Frizera Neto
Pesquisador Camilo Arturo Rodriguez Diaz

Páginas

Acesso à informação
Transparência Pública

© 2013 Universidade Federal do Espírito Santo. Todos os direitos reservados.
Av. Fernando Ferrari, 514 - Goiabeiras, Vitória - ES | CEP 29075-910